Segunda-feira, 31 de Outubro de 2011

Uma Poesia por dia, nem sabe o bem que lhe faria

.

Recurso, de David Mourão Ferreira, por Mariza :

.

.

Apenas quando as lágrimas me dão
Um sentido mais fundo ao teu segredo
É  que eu me sinto puro e me concedo
A graça de escutar o coração

 

Logo a seguir (porquê?), vem a suspeita
De que em nós os dois tudo é  premeditado.
E as lágrimas então seguem o fado
De tudo quanto o nosso amor  rejeita.

 

Não mais queremos saber do coração
Nem nos importa o que ele nos  concede,
Regressando, febris, àquela sede
Onde só vale o que os sentidos  dão.

publicado por picareta escribante às 07:27
link | comentar | favorito
Domingo, 30 de Outubro de 2011

Uma Poesia por dia, nem sabe o bem que lhe faria

.

Cemitério Adalgisa - Adalgisa Nery :

.

.

Cemitério Adalgisa


Moram em mim
Fundos de mares,  estrelas-d'alva,
Ilhas, esqueletos de animais,
Nuvens que não couberam no  céu,
Razões mortas, perdões, condenações,
Gestos de amparo  incompleto,
O desejo do meu sexo
E a vontade de atingir a perfeição.
Adolescências cortadas, velhices demoradas,
Os braços de Abel e as pernas  de Caim.
Sinto que não moro.
Sou morada pelas coisas como a terra das  sepulturas
É habitada pelos corpos.
Moram em mim
Gerações, alegrias em  embrião,
Vagos pensamentos de perdão.
Como na terra das sepulturas
Mora  em mim o fruto podre,
Que a semente fecunda repetindo a vida
No sereno  ritmo da Origem.
Vida e morte,
Terra e céu,
Podridão,  germinação,
Destruição e criação.


De Poemas (1937)

publicado por picareta escribante às 07:29
link | comentar | favorito
Sábado, 29 de Outubro de 2011

Uma Poesia por dia, nem sabe o bem que lhe faria

.

Musa - Sophia de Mello Breyner Andresen :

.

publicado por picareta escribante às 07:33
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 28 de Outubro de 2011

Uma Poesia por dia, nem sabe o bem que lhe faria

.

Mirror - Sylvia Plath :

.

.

ESPELHO

 

 

Sou  de prata e exacto. Não faço pré-julgamentos.

 

O  que vejo engulo de imediato

 

Tal  como é, sem me embaçar de amor ou desgosto.

 

Não  sou cruel, simplesmente verídico —

 

O  olho de um pequeno deus, de quatro cantos.

 

Reflicto  todo o tempo sobre a parede em frente.

 

É  rosa, manchada. Fitei-a tanto

 

Que  a sinto parte do meu coração. Mas cede.

 

Faces  e escuridão insistem em separar-nos.

 

 

Agora  eu sou um lago. Uma mulher se encosta a mim,

 

Buscando  na minha posse o que realmente é.

 

Mas  logo se volta para aqueles farsantes, o brilho e a lua.

 

Vejo  as suas costas e reflicto-as na íntegra.

 

Ela  paga-me em choro e em agitação de mãos.

 

Eu  sou importante para ela. Ela vai e vem.

 

A  cada manhã a sua face alterna com a escuridão.

 

Em  mim se afogou uma menina, e em mim uma velha

 

Salta  sobre ela dia após dia como um peixe horrível.
publicado por picareta escribante às 07:30
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 27 de Outubro de 2011

Uma Poesia por dia, nem sabe o bem que lhe faria

.

Pescador da barca bela, de Almeida Garrett, por Madalena Iglésias :

.

.

Pescador da barca bela,
                Onde vais pescar com ela.
                Que é tão bela,
                Oh pescador?

 

Não  vês que a última estrela
                No céu nublado se vela?
                Colhe a vela,
                Oh pescador!

 

Deita o lanço com cautela,
                Que a sereia canta bela...
                Mas cautela,
                Oh pescador!

 

Não se enrede a rede nela,
                Que perdido é remo e vela
                Só de vê-la,
                Oh pescador.

 

Pescador da barca bela,
                Inda é tempo, foge dela
                Foge dela
                Oh pescador!

publicado por picareta escribante às 07:34
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 26 de Outubro de 2011

Uma Poesia por dia, nem sabe o bem que lhe faria

.

Dolor, de Alfonsina Storni, por Paco Ibañez :

.

.

Alfonsina Storni
DOLOR

Quisiera esta tarde divina de octubre
Pasear por la orilla lejana del mar;

Oue la arena de oro, y las aguas verdes,
Y los cielos puros me vieran pasar.

Ser alta, soberbia, perfecta, quisiera,
Como una romana, para concordar

Con las grandes olas, y las rocas muertas
Y las anchas playas que ciñen el mar.

Con el paso lento, y los ojos fríos
Y la boca muda, dejarme llevar;

Ver cómo se rompen las olas azules
Contra los granitos y no parpadear

Ver cómo las aves rapaces se comen
Los peces pequeños y no despertar;

Pensar que pudieran las frágiles barcas
Hundirse en las aguas y no suspirar;

Ver que se adelanta, la garganta al aire,
El hombre más bello; no desear amar...

Perder la mirada, distraídamente,
Perderla, y que nunca la vuelva a encontrar;

Y, figura erguida, entre cielo y playa,
Sentirme el olvido perenne del mar.

publicado por picareta escribante às 07:33
link | comentar | favorito
Terça-feira, 25 de Outubro de 2011

Uma Poesia por dia, nem sabe o bem que lhe faria

.

Maria Lisboa, de David Mourão Ferreira, por Amália :

.

.

Maria Lisboa

Letra: David Mourão Ferreira
Música: Alain Oulman

É varina, usa chinela,
Tem movimentos de gata;
Na canastra, a caravela,
No coração, a fragata.

Em vez de corvos no xaile,
Gaivotas vêm pousar.
Quando o vento a leva ao baile,
Baila no baile com o mar.

É de conchas o vestido,
Tem algas na cabeleira,
E nas velas o latido
Do motor duma traineira.

Vende sonho e maresia,
Tempestades apregoa.
Seu nome próprio: Maria;
Seu apelido: Lisboa.

publicado por picareta escribante às 07:26
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 24 de Outubro de 2011

Uma Poesia por dia, nem sabe o bem que lhe faria

.

Tus manos - Pablo Neruda :

.

publicado por picareta escribante às 07:33
link | comentar | favorito
Domingo, 23 de Outubro de 2011

Uma Poesia por dia, nem sabe o bem que lhe faria

.

Canção da Alegria, de Joaquim Pessoa, por Tonicha :

.

.

Há um pássaro que voa
Sobre as  janelas do dia
Fugiu do meu peito
Poisou no meu  leito
E fez
Um ninho de  alegria.

Alegria que nasceu
De uma rosa  quase pura
Meu  amor dormindo
Nesta noite abrindo
Em flor
A minha  ternura.

Tenho sede de viver
Tenho a vida à  minha espera
Sou uma rosa a crescer
No azul da  primavera.

Tenho sede de viver
De fazer amor  contigo
Quantas  vezes eu quiser
Amante, amor e amigo.

Há palavras que regressam
Como um beijo à  minha boca
Para  possuir-te
Para  pertencer-te
A  noite
Será  sempre pouca.

publicado por picareta escribante às 07:31
link | comentar | favorito
Sábado, 22 de Outubro de 2011

Uma Poesia por dia, nem sabe o bem que lhe faria

.

Partida/Uma razão - Arthur Rimbaud :

.

publicado por picareta escribante às 07:31
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

14
17


29
30
31


.posts recentes

. Quiz XLVIII

. Quiz XLVII

. Quiz XLVI

. Quiz XLV

. Quiz LIV

. Quiz LIII

. Quiz LII

. Quiz LI

. Quiz L

. Quiz XLIX

.arquivos

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub