Quinta-feira, 29 de Novembro de 2007

Conselho Bancário

(No seguimento do Artigo "Sem vacinas contra a...Fama", publicado hoje no "Bocas Foleiras"

permito-me dar-vos um ...Conselho Bancário :

 

Se, um dia, tal lhe acontecer aplique o dinheiro em Investimentos rentáveis, mas seguros.

(A minha experiência de vida, sobretudo a adquirida na Banca, permite-me dar-lhe os se- guintes conselhos) :

-Se tem necessidades imediatas -compra de uma casa, de mobiliário, de uma viatura, etc.-

retire essa quantia, mas Invista todo o restante.

-Não invista o dinheiro em negócios-de-ocasião, por muito rentáveis que se lhe apresentem. E, sobretudo, não o faça em Sociedade com ninguém, por muito séria(s) que essa(s) pes- soa(s) lhe pareçam. Se vir que não vai ter disponibilidade de tempo para controlar pessoal- mente todo o processo, é preferível aplicar o dinheiro no Circuito-Bancário.

Mas não coloque "os ovos todos no mesmo cesto" : mesmo que determinada Financeira lhe dê um pouco mais rendimento que outras, não seja ganancioso a ponto de colocar o bolo todo só nessa (lembre-se que não precisa investir para enriquecer, porque já é Rico).

- Só depois de, o dinheiro, começar a render dividendos, é que os deve utilizar para as suas extravagâncias (ou extra-vacâncias). Assim, terá sempre "o bolo" salvaguardado.

(E se conseguir "sobreviver" apenas com uma parte dos juros, deixe ficar os outros a capi- talizar, pois será uma boa forma de o bolo não se desvalorizar).

                                                      

publicado por picareta escribante às 07:11
link | comentar | favorito
Sábado, 24 de Novembro de 2007

História da Culinária

 

Há muitos Séculos atrás, o Homem inventou formas de provocar o Fogo.

 

Não vamos exagerar, atribuindo a descoberta do fogo à Culinária, pois o homem já conseguia subsistir comendo alimentos crus; certamente descobriu que os fogos que se acendiam espontaneamente (por efeito de trovoadas, etc.) geravam calor, e procurou recriar esse quentinho dentro das cavernas onde se abrigava; certo dia, alguém deve ter deixado cair um bocado de alimento numa dessas fogueiras e descobriu que, a comida assim, sabia muito melhor (foi o Inventor da Culinária). A partir de então, não pararam de criar-se novos pratos : em seguida, devem ter descoberto que, os alimentos pendurados sobre o fumo se conservavam muito mais tempo, e logo inventaram os fumeiros. Quando começaram a fabricar vasilhas (de barro, de cobre, de ferro, etc. - consoante as Idades), devem ter experimentado colocá-las sobre o lume para aquecerem água e, alguém pode ter deixado cair algum alimento dentro da água a ferver (nessa altura, à falta de laboratórios, as descobertas eram sempre acidentais), e vieram a descobrir a cozedura. Quando, mais tarde, inventaram os fornos, primeiro para derreterem minérios ou fazerem carvão e, mais tarde, para cozerem pão, alguém se lembrou de meter também alimentos lá dentro, e logo inventou os assados.

 

Na busca de novos alimentos, muitos devem ter adoecido ou, até, morrido envenenados.

Outros descobriram a fermentação das uvas, da cevada, etc. e, posteriormente, a destilação de várias bagas (e, a partir daí, nunca mais deixaram de andar "enviesados").

 

Posteriormente, a Culinária foi evoluindo até chegar ao requinte dos Banquetes Romanos, ou Palacianos da Renascença, e à Doçaria-Conventual.

 

Grandes Chefs foram surgindo e criando novas Receitas, novas Ementas, novas formas de combinar sabores odores e texturas, novas apresentações e decorações de empratamentos, etc., e são hoje tão famosos como as grandes Personalidades.

Criaram-se, entretanto, outras Especialidades como Chefe de Mesa, Escanção, Barman, etc.

 

Mas, após tantos Milénios de experimentação e aperfeiçoamento desta Arte, há quem prefira regressar ao comer à mão, de pé, de qualquer maneira, ou em qualquer lugar.

 

.

NelitOlivas

publicado por picareta escribante às 07:00
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 21 de Novembro de 2007

Inspirações

Conselhos sobre Inspirações :

 

Há dias, uma Senhora, interrogava-se no seu Blog, sobre como conseguiam certos Blo- guistas arranjarem inspiração para criarem um texto novo todos os dias; se os assuntos só lhes ocorriam quando se sentavam frente ao computador, ou se lhes surgiam préviamente, e quando. Vou satisfazer a curiosidade dessa colega-bloguista esclarecendo que, no meu caso, não são as centenas de notícias/acontecimentos que leio nos jornais e revistas, ou que ouço nas rádios, ou que vejo nos telejornais e portais, que me inspiram (há Blogs que são apenas constituídos pela transcrição, palavra por palavra, de notícias já conhecidas; qual é o interesse?). É ao caminhar a pé, pelas Ruas que, sentindo aromas ou ouvindo uma frase solta de uma conversa, se me despoletam recordações ou novas ideias.

Uma outra boa fonte-de-inspiração é o W.C.; mas funciona melhor para as idéis-de-m,,,,,,

O que não aconselho a ninguém, é que se sente à frente do computador, escreva o que lhe vem à cabeça e o publique de imediato (com a cabeça quente). Há que deixar "marinar" o Artigo, pelo menos de um dia para o outro, pois "o travesseiro é bom conselheiro".

Alguns criticam-me por não ser uniforme na qualidade da escrita, por não criar Logos para

"enfeitar"  o Blog, etc. Sempre fui muito prático e, para mim, importa muito mais o Conteúdo,

do que a forma ou a embalagem. Outras acham a minha linguagem demasiadamente crua; mas, se queremos despertar consciênias, não podemos ser românticos nem líricos.

 

Picareta Escribanre

publicado por picareta escribante às 10:57
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 14 de Novembro de 2007

Confraria do Toucinho - Ementas

.                                          

CONFRARIA DO TOUCINHO - Receitas que incluem o Toucinho, e alguns derivados, na sua composição.

(Sugestão de pratos a confeccionar em aulas de Culinária) 

 

Ementas Regionais :

 

Minho - Caldo-verde, com chouriço, Trutas com toucinho, Rojões com papas de serrabulho

Trás-os Montes - Bolas, Bacalhau com presunto, Feijoada à Transmontana

Douro/Porto - Tripas à moda do Porto, Galo-capão confitado em toucinho

Beiras - Bucho, Maranhos, Sopa seca, Chouriçada com grelos, Rancho, Chanfana

Ribatejo - Melão c/ presunto, Sopa da pedra, Ervilhas com paio e ovos escalfados

Oeste/Lisboa - Favinhas à Saloia, Arroz de pato c/ bacon, Salsichas em couve-lombarda

Alentejo - Torresmos do redenho, Enchidos pata-negra, Sopa da panela, Bolo de torresmo

Algarve - Cataplana de porco com amêijoas, Favas à Algarvia

Madeira - Espetadas em ramo de lauri-silva, entremeadas com toucinho/bacon

Açores - Cozido das Furnas

 

Ementas-Internacionais :

 

Cabo Verde - Tâmaras c/ bacon, Cachupa-rica

Goa - Vindalho, Sarapatel

Brasil - Salsichas de churrasco, Feijoada à brasileira

Espanha - Presunto pata-negra, Tortilha c/ enchidos, Cocido, Paella

França - Quiche Lorraine, Coq au vin

Itália - Presunto de Parma, Pizas, Pastas

Alemanha - Salsichas de Frankfurt, Einsbein c/ chucrute.

 

                                         

.

NelitOlivas

 

publicado por picareta escribante às 08:32
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 7 de Novembro de 2007

Conto Infantil - O Berlinde

                                                          O BERLINDE

 

Quando o Criador era criança, gostava muito de jogar ao berlinde; tinha, até, uma grande colecção deles, de todas as cores, que guardava num saco escuro a que chamava Big-bang.

 

O seu berlinde preferido era um dos mais pequenos, o azul e branco.

 

O Criador foi crescendo, sua atenção foi-se fixando noutros tipos de actividades e, o saco dos berlindes, acabou por ficar esquecido num sótão poeirento.

 

Certo dia, ao fazer arrumações nessa divisão, descobriu o velho saco de berlindes da sua infância. Pegou-lhe, mas como o saco já estava roído das traças, abriu-se e, os berlindes, espalharam-se um pouco por todo aquele salão, a que chamava Universo.

 

Um dos que ficou mais perto de si foi o azul, o seu preferido. Pegou-lhe mas, ao analisá-lo mais pormenorizadamente, reparou que, da poeira que o cobria, tinham-se gerado uns seres minúsculos, mas de aspecto bastante agressivo.

 

Resolveu levá-lo para o seu laboratório, para o analisar mais detalhadamente, e foi seguin- do, com espanto, a "evolução" desses seres :

 

Eram tão hostis que, a pouco e pouco, foram destruindo as outras criaturas que lá existiam:

a fauna, a flora, as selvas, os mares e, até se destruíam uns aos outros.

 

O Criador começou a andar preocupado por ter dado, involuntáriamente, origem a seres tão maus e mesquinhos. De vez em quando dava um abanão ao berlinde, para ver se eles se assustavam e ganhavam algum juízo.

 

Mas, mal se refaziam do susto, logo regressavam à sua frenética actividade de esburacarem o berlinde, de mandarem naves para fora dele, de criarem cada vez mais armamento que até já ameaçava a sua implosão.

 

Não admira que, o Criador, assstindo há tantos séculos à destruição da sua obra preferida, por uns malvados seres a quem já não sabia o que fazer para chamar à razão, tenha ficado

tão ralado, que os seus cabelos e  longas barbas, acabaram ficando todos branquinhos.

 

                                                   

publicado por picareta escribante às 05:52
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 1 de Novembro de 2007

Quiches originais/Pensamento

 

 

                                           QUICHES 
  
Se está farto/a de comer sempre os mesmos Quiches (Lorraine, Salmão), experimente
inovar, com os seguintes ingredientes (aproveitando sobras de outros Pratos) :
 
-          Quiche Peixe : (milho-doce, cavala-enlatada, biqueirão)
-          Quiche Marisco : (paté caranguejo, berbigão, mexilhão, amêijoa, camarão)
-          Quiche Bacalhau : (puré de grão, bacalhau desfiado, cebola, alho, paprika)
-          Quiche Atum : (paté de atum, puré feijão frade, atum desfiado, ovos picados, salsa)
-          Quiche Sardinha (paté de sardinha, petingas de lata, tomate, pimento)
-          Quiche Caracol : (tiras presunto, caracóis descascados, oregãos)
-          Quiche St. Jacobs : (fiambre, queijo barra, maionese)
-          Quiche Farinheira/Alheira : (esparregado, farinheira porco-preto/ alheira de caça)
-          Quiche Ovas : (sucedâneo de caviar, ovas cozidas, ovos codorniz)
-          Quiche Almôndega : (puré de batata, carne de porco picada, tomatada, salsa)
-          Quiche Feijoada Trasmontana : (puré de feijão vermelho, repolho, enchidos)
-          Quiche Feijoada Gambas : (puré de feijão branco, gambas, delícias, coentros)
-          Quiche Favada : (paté de porco, puré de favas, morcela desfiada, cebolinho)
-          Quiche Ervilha : (puré de ervilhas, rodelas paio, ovos desfiados)
-          Quiche Frango : (fatias torresmos, flocos de batata, frango desfiado, piri-piri)
-          Quiche Pato : (paté de pato, puré de maçãs, peito de pato desfiado)
-          Quiche Picanha : (puré de feijão preto, picanha desfiada, fubá)
-          Quiche canja : (massinha cozida, miúdos de galinha, hortelã)
-          Quiche caldo-verde : (couve galega migada, broa esfarelada, rodelas chouriço)
-          Quiche Cheeseburguer ; (queijo creme, carne de vaca picada, mostarda)
-          Quiche Hot-dog : (ketchup, rodelas salsicha, mostarda)
-          Quiche Vegetariano I : (polpa de beringela, alho francês, beterraba, mangericão)
-          Quiche Vegetariano II : (puré de cenoura, courguetes, pontas de espargos, rodelas de azeitonas, tomilho).
.
                                         

 

Ou tudo ou nada :

 

Todos os acontecimentos da nossa Vida, podem ser analisados por um prisma negativo e por outro positivo.

Há uns (os Optimistas), que só conseguem ver o lado Positivo.

Outros (os Pessimistas), só conseguem ver o lado Negativo.

Mas ninguém fala dos "Equilibrados", aqueles que conseguem ver os dois lados.

 

                                                           

publicado por picareta escribante às 06:15
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

14
17


29
30
31


.posts recentes

. Quiz XLVIII

. Quiz XLVII

. Quiz XLVI

. Quiz XLV

. Quiz LIV

. Quiz LIII

. Quiz LII

. Quiz LI

. Quiz L

. Quiz XLIX

.arquivos

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub